Notícias


Novas oficinas on line e gratuitas são apresentadas

Uma das oficinas é a de Formação e Capacitação para Músicos de Invernada
09/02/2021

Pelo Programa Invernadas Culturais, desenvolvido pela Fundação Cultural Gaúcha em parceria com a Secretaria Estadual de Cultura, o tradicionalista João Lucas Bica Pavlak oferece ao público internauta a Oficina Virtual e gratuita de Formação e Capacitação para Músicos de Invernada.

João é de Esteio, na 1ª Região Tradicionalista. No total, são dez vídeos com aulas expositivas. No primeiro é abordada a aplicabilidade dos dispositivos da Carta de Princípios do Movimento Tradicionalista Gaúcho na conduta e relação dos músicos. Nos vídeos seguintes é desenvolvido um estudo dirigido com base no conteúdo da 4ª Edição do Manual de Danças Tradicionais Gaúchas publicado pelo MTG, voltado especificamente à execução das músicas tradicionais contidas na obra a melhor e mais correta forma de executá-las, resguardando a sua originalidade.

As aulas abordarão as danças Anu, Balaio, Cana verde, Caranguejo, Chico sapateado, Chimarrita, Chimarrita Balão, Chote Carreirinho, Chote de sete voltas, Chote de duas damas, Chote de quatro passi, Chote inglês, Havaneira marcada, Maçanico, Meia canha, Pau de fitas, Pezinho, Queromana, Rancheira de Carreirinha, Rilo, Roseira, Sarrabalho, Tatu, Tatu com volta no meio e Tirana do lenço.

A oficina pode ser acessada nesse link.


Oficina de web-documentário explora novos formatos

A oficina de web-documentário é oferecida por Daniel Ignacio Vargas Gomes, pelo Programa Invernadas Culturais, desenvolvido pela Fundação Cultural Gaúcha e Secretaria Estadual de Cultura.

O trabalho tem por objetivo disponibilizar as ferramentas necessárias para a realização de um documentário interativo.

Segundo Daniel, o web-documentário é uma ferramenta que permite a produção de peças audiovisuais de temáticas diversas, utilizando novas possibilidades de produção de conteúdo, preservando sua história e valorizando suas expressões culturais, para construção da memória.

A oficina pode ser acessada gratuitamente nesse link.


Oficina desafia: transforme sua casa em câmera fotográfica

“Transforme sua casa em uma câmera fotográfica” é a oficina que Bruno Schmidt Alencastro, de Canoas, oferece pelo Programa Invernadas Culturais, realizado pela Fundação Cultural Gaúcha em parceria com a Secretaria Estadual de Cultura.

Baseada em uma técnica simples, a oficina dialoga com um público heterogêneo, que vai desde estudantes, jovens e adolescentes, até mães e pais interessados em construir esse dispositivo com a ajuda de seus filhos. É didático e lúdico, ao mesmo tempo, afirma Bruno.

O projeto se torna democrático na medida em que não necessita de recursos financeiros para sua execução; pode tranquilamente ser desenvolvido com restos de caixas de papelão e outros materiais reciclados. Além disso, para registrar a imagem, não é necessário equipamento fotográfico profissional. A foto pode ser desenvolvida apenas com um telefone celular com câmera.

Do ponto de vista técnico, a oficina apresenta um capítulo importante da história: a experiência da câmera obscura (e a formação da imagem por meio da luz), que é a base para a invenção da fotografia – que anos mais tarde é aprimorada a partir da experiência que esses artistas tiveram com esse dispositivo ótico.

Do ponto de vista teórico, faz as pessoas refletirem sobre o resultado dessa representação visual e o que ela pode comunicar sobre o tempo que estamos vivendo: o que essa projeção que vem lá do lado de fora nos revela sobre nós mesmo?, qual o simbolismo desse mundo de cabeça para baixo?, qual o sentido do espaço onde vivo e o que me cerca?

A oficina pode ser acessada gratuitamente nesse link.

MAIS NOTÍCIAS