Notícias


Lei Aldir Blanc deverá iniciar liberação de recursos em setembro

Os valores previstos para centros culturais, como os Centros de Tradição Gaúcha, variam de R$ 3 a 10 mil. Para trabalhadores da cultura, o valor do auxílio emergencial é de R$ 600
21/08/2020

Os recursos da Lei Aldir Blanc, criada para socorrer a cadeia produtiva da cultura no Brasil, devem começar a ser liberados no início de setembro. A informação é do secretário especial da Cultura do Governo Federal Mário Frias. Na noite de quinta-feira, 21 de agosto, ele participou de live na página do Movimento Tradicionalista Gaúcho do Rio Grande do Sul e conversou com a presidente Gilda Geleazzi, o vice César Oliveira, presidente da Frente Parlamentar Mista em Defesa da Cultura e Tradição Gaúcha Ronaldo Santini e secretária de Cultura do RS, Beatriz Araújo.

Frias alertou sobre a importância de prefeituras e secretários de Cultura ficarem atentos para que esses recursos possam ser aplicados. Os valores previstos para centros culturais, como os Centros de Tradição Gaúcha, variam de R$ 3 a 10 mil. Para trabalhadores da cultura, o valor do auxílio emergencial é de R$ 600,00. Os cadastros estão sendo feitos pela secretaria da Cultura do estado e prefeituras.

Na live, o secretário elogiou a atuação dos centros de tradições gaúchas, ambiente que considera saudável e familiar. Lembrou que sua esposa, catarinense, era frequentadora. E ressaltou a economia movimentada pelas entidades. "A gente está preservando a cultura, as tradições, mas a gente não pode esquecer que vai muito além dos CTGs, porque ele (recurso) é econômico, ele é turístico, e hoje significa sobrevivência", afirmou Frias.

A presidente do MTG, Gilda Galeazzi, teve uma impressão positiva do secretário. “Pela primeira vez a secretaria de cultura tem um titular que conhece as nossas tradições e isso é um avanço”.

MAIS NOTÍCIAS