Notícias


Está chegando: 3º Canto Galponeiro é nesta semana

Festival será nos dias 18,19 e 20 de outubro
17/10/2018

O Festival Canto Galponeiro, realizado no Gran Palazzo, tem por finalidade o regresso às origens que significa uma redescoberta das fontes dos mais genuínos valores culturais do nosso estado, os quais devem ser aprimorados e mantidos.

Faz-se isso através do cultivo à temática regional com a apresentação de músicas galponeiras, buscando a preservação da cultura musical, literária e histórica do Estado do Rio Grande do Sul. Pretende-se com isso contribuir para o resgate de uma “consciência gaúcha”.

Tendo em vista a falta de um evento como esse em Passo Fundo é que se justifica a realização desse Festival que busca, além de acender o gosto pelo nativismo gaúcho, demonstrar emoções que traduzam, em versos, o amor pela nossa cultura, pela nossa terra.


Confira a programação:


Dia 18 de outubro


- FASE LOCAL

- Show Nenito Sarturi.

- Show Jari Terres.


Dia 19 de outubro


- FASE GERAL

- Show Marcelo Caminha.

- Show Délcio Tavares.


Dia 20 de outubro


- FASE FINAL

- Apresentação das 14 músicas Classificadas.

- Show Jorge Guedes e Famíia.


Obras que estarão a palco no Gran Palazzo, de 18 a 20 de outubro:

FASE LOCAL

1) Basto, regeira e caminhos

Letra e Música: Clóvis Mendes

2) Quem volta ao galpão

Letra e Música: Clóvis Mendes

3) Timbre de Galpão

Letra: José Florenal da Silva 

Música: José Florenal da Silva e Ricardo Silva

4) Os bailes da minha terra

Letra: Moisés Silveira de Menezes

Música: Natalício Cavalheiro

5) Tua alma, meu cantar

Letra e Música: Jeferson Monteiro

6) Paisagem de galpão

Letra: Waner Sanches Barreto

Música: Guilherme B. Barreto

7) De birivas e tropeiros

Letra: Airto Timm

Música: Davi Reginatto

8)Assim Nasceu Passo Fundo

Letra: João Manuel Sasso e Heleno Damian

Música: João Manuel Sasso e Nicolas Leal

9) De alma aberta

Letra: João Manuel Sasso

Música: Eduardo Mendes

10) Sem carimbo

Letra: Jeferson Monteiro

Música: Fabiano Lengler e Wiliam Andrade


Suplentes:

1) O Rancho vazio

Letra e Música: Felipe Fogaça

2) Guitarra e alambrado 

Letra e Música: Luis Carlos Alves


FASE GERAL


1) Pra bailar uma milonga

Letra: Anomar Danubio Vieira

Música: Edilberto Bergamo

2) Quando encilho a colorada

Letra e Música: Carlos Eduardo Nunes

3) Destino Galponeiro

Letra e Música: Carlos Eduardo Nunes

4) Duas Cordeonas, duas almas e um chamamé

Letra: Joel Freitas Paulo

Música: Halber Lopes

5) Choro de coordeona

Letra: Eron Carvalho

Música: Marcio Correia

6) Será que há tempo pro tempo?

Letra: Jorge Luis Machado Rodrigues

Música: Rainer Spohr e Henrique Rodrigues

7) Onde a cordeona convida

Letra: Ricardo Santos

Música: Marcio Correia

8)Gaudério do tempo

Letra: João Pantaleão Gonçalves Leite e Mara Rubia Feldmann

Música: Walther Morais

9) Pra bailar à meia-canha

Letra: Arabi Rodrigues e José Luis do Santos

Música: Miguel Pereira

10) Tempo dos Mates

Letra: Caine Garcia e Cristiano Fantinel

Música: Halber Lopes

11) Enquanto atava o seu lenço

Letra: Igor Silveira

Música: Nilton Ferreira

12) Que mãos são essas?

Letra: Lauro Alves

Música: Jaime Ribeiro

13) Ausência

Letra: José Carlos Batista de Deus

Música: Raul Bitencourt

14) De vereda

Letra e Música: Saulo de Souza


Suplentes: 

1) Abre teu fole cordiona

Letra: Marçal Furian e Fábio Maciel

Música: Edilberto Bergamo

2) É bem assim

Letra: Máximo Fortes

Música: Penna Flores e Pedro Flores

3) Do Planalto Médio

Letra: Romulo Chaves

Música: Zulmar Benitez

MAIS NOTÍCIAS

NEWSLETTER


Fique por dentro das novidades da sua região!