Notícias


Baixe o app
Android Apple
Previsão do tempo
Passo Fundo/RS
Céu limpo 11°

Definidos tema e patrona da Semana Farroupilha

O tema será "Gaúchos Sem Fronteiras", tendo o intuito de homenagear todos os rio-grandenses que andejam pelo mundo carregando na alma o orgulho de ser gaúcho
11/06/2020

Embora as comemorações do dia 20 de Setembro ainda sejam uma incógnita diante de todos os problemas causados pela pandemia, a Comissão Estadual dos Festejos Farroupilhas criada a partir da Secretaria de Cultura do Estado, não está imóvel. Preocupada com o desenrolar dos fatos que abrangem o Acendimento da Chama Crioula, os Desfiles Farroupilhas e outras atividades que envolvem as comemorações, o grupo, tendo na presidência Cesar Oliveira, reuniu-se virtualmente para deliberar e debater temas afins. 

Na oportunidade foram escolhidos o tema para este ano de 2020 e a Patrona dos festejos. 

O tema será Gaúchos Sem Fronteiras tendo o intuito de homenagear todos aqueles rio-grandenses que andejam por este mundão de Deus carregando na alma o orgulho de ser gaúcho de nascimento ou de coração. Em relação a representativa função de patrono, desta vez teremos uma Patrona, ou seja, a prenda Alessandra Carvalho da Motta. Tradicionalista extremamente participativa em diversas searas culturais, principalmente no que envolve a questão de concursos de prendas.   


ACENDIMENTO DA CHAMA CRIOULA TRANSFERIDO PARA 2021

O Acendimento da Chama Crioula, que marca a abertura dos Festejos Farroupilhas a cada ano, foi transferido para 2021, devido à pandemia da covid-19 e respectivos protocolos de saúde pública estabelecidos pelas autoridades sanitárias e que suspenderam todas as atividades que gerem aglomeração.

A definição aconteceu em reunião online realizada no dia 9 de junho pela presidente do Movimento Tradicionalista Gaúcho do Rio Grande do Sul, Gilda Galeazzi, com os coordenadores das 30 Regiões Tradicionalistas. Para referendá-la, nos próximos dias, haverá reunião do Conselho Diretor da entidade.

Para 2021, fica mantida a cidade de Canguçu, na 21ª Região Tradicionalista, como local do evento e a portaria 39/2014, que define os locais de acendimento da Chama Crioula para os próximos 30 anos, fica estendido para 2045.

Segundo Gilda, o local, o acendimento e a distribuição da Chama Crioula em 2020 ficam a critério de cada uma das 30 Regiões Tradicionalistas, dentro de suas áreas de atuação, e em conformidade com os decretos de saúde pública estaduais e municipais.



Com informações do MTG


MAIS NOTÍCIAS